Guia Trabalhista - Home Page Como Funciona Obras Eletrônicas Cadastre-se Downloads

Tamanho do Texto + | tamanho do texto -

SE AINDA NÃO É O QUE QUERIA USE O ATUAL EMPREGO PARA ATINGIR SEU OBJETIVO

Sergio Ferreira Pantaleão

Pode ser que esteja insatisfeito com seu atual emprego ou empresa onde trabalha, mas daí dizer que pode jogar "tudo pro alto" e simplesmente pedir demissão para sair em busca do emprego ideal, pode ser uma saída um tanto arriscada.

Salvo algumas pessoas privilegiadas que, ainda que desempregadas, esperam pelo emprego que sempre sonhou por um, dois e até três anos sem se preocupar com a questão financeira, a grande maioria possui esse tempo limitado a 5 ou 7 meses, no máximo, pois mais que isso pode desencadear um "furo" financeiro difícil de ser recuperado posteriormente.

Enquanto não encontra o emprego ou o trabalho dos seus sonhos, usufrua de todas as possibilidades, experiências e ganhos financeiros que sua atual atividade, ainda que não sonhada, lhe proporciona.

Por mais insatisfeito que esteja o atual emprego pode gerar oportunidades para alcançar seu objetivo, principalmente porque vai lhe trazer experiências práticas de como lidar com conflitos, atuando em uma função que a priori não lhe traz satisfação profissional, que gera a necessidade de superação e faz você buscar realização em uma função que, teoricamente, não é aquilo que realmente deseja como profissional.

Se não é ainda o que queria, sua atividade atual é o que lhe traz rendimentos financeiros para fazer a faculdade que precisa, é o que assegura concretizar o curso técnico que tanto deseja para atuar na função ideal, é o que mantêm sua condição econômica equilibrada e de sua família dando-lhe sustentação física e mental para alcançar seus objetivos.

Saber o que buscar, conhecer seus valores e desenvolver suas competências em cada atividade profissional que tenha exercido, contribui no aprimoramento de suas necessidades pessoais e profissionais. Saiba que aquele "emprego chato" pode trazer-lhe ensinamentos que jamais poderia imaginar, podendo gerar, inclusive, mudanças de objetivos que antes pareciam ser imutáveis.

Por isso é que ocorrem situações de pessoas que imaginavam ter certa formação e, por conta de empregos e vivências profissionais diversas, descobrem vocações inteiramente distintas das que haviam optado anteriormente. Alguns podem estar buscando uma função ou cargos que lhe proporcione um ganho maior, outros buscam atuar em trabalhos que tragam maior liberdade (sem ficar preso a uma sala ou a horários), em detrimento de um auto rendimento.

Portanto, se você faz parte da maioria que precisa de um salário hoje para se sustentar e ainda se manter no caminho de seu foco principal, possivelmente valerá a pena se manter no atual emprego para adquirir conhecimentos e habilidades necessárias antes de deixar a atual atividade.

Nada obsta, no entanto, que tendo a oportunidade de mudar de emprego, ainda que não seja o dos sonhos, assim o faça de modo a acelerar o processo para atingir seu objetivo.

Isto não significa dizer que temos sempre que dar "um passo de cada vez". Haverá momentos em que nos arriscaremos um pouco mais, o que nos obrigará a "matar duas bolas numa só tacada". Isso pode ser perfeitamente normal considerando uma oportunidade que tenha surgido aliada a sua vontade de agarrá-la. O medo fará parte nessa decisão, mas sua vontade e determinação serão determinantes para superá-lo.

É o caso, por exemplo, de um vendedor de eletrodomésticos que pensa em fazer uma faculdade, mas não ganha o suficiente para isso, e deixa de aceitar uma promoção para Gerente de Loja por conta do medo das responsabilidades. Ora, se recebeu essa oportunidade é porque, no mínimo, é um bom vendedor e demonstrou ter competência para tal. Se der tudo errado, o que seria pensar muito negativamente, o pior que poderia ocorrer é voltar a ser vendedor.

Para alguns isso seria humilhante, mas para quem quer vencer, ter aceitado a promoção para Gerente foi, na verdade, uma experiência que só ele teve e com certeza, lhe trouxe uma nova forma de encarar e enxergar as coisas na visão de um Gerente, o que, por si só, lhe põe em vantagem aos demais, pela experiência e dificuldades vivenciadas.

Numa segunda oportunidade, ainda que seja em outra empresa, não lhe trará tanto medo mais e sua atuação como gerente poderá ser bem diferente, já que os erros cometidos no passado não se repetirão, e a nova condição salarial poderá fazer realizar o sonho da formação acadêmica.

Não é porque não atua na função que sempre sonhou que deve se acomodar, pelo contrário, se foi possível para alguém chegar a ter o emprego ou o trabalho dos sonhos, para você não é diferente, mas saia da zona de conforto hoje para não viver um desconforto contínuo.


Sergio Ferreira Pantaleão é Advogado, Administrador, responsável técnico pelo Guia Trabalhista e autor de obras na área trabalhista e Previdenciária.

Atualizado em 15/08/2014


Como conseguir aumento de salário? Dar a volta por cima em sua carreira profissional? Obter crescimento contínuo na sua remuneração? Como obter novo emprego? O que você está esperando? Adquira já esta obra e eleve sua carreira às alturas! Clique aqui para mais informações.


Guia Trabalhista | CLT | Rotinas Trabalhistas | CIPA | PPP | Auditoria Trabalhista | Prevenção Riscos Trabalhistas | Terceirização | RPS | Modelos Contratos | Gestão RH | Recrutamento e Seleção | Segurança e Saúde | Cálculos Trabalhistas | Cargos e Salários | PLR | Direito Previdenciário | Departamento Pessoal | Direitos Trabalhistas | Boletim Trabalhista | Publicações | Simples Nacional | Contabilidade | Tributação | Normas Legais | Publicações Jurídicas