Guia Trabalhista



Tamanho do Texto + | Tamanho do texto -

SE NÃO DÁ PARA MUDAR O COMEÇO SÓ MESMO "SACANEANDO" PARA MUDAR O FINAL!


Sergio Ferreira Pantaleão 


Cada vez mais os escândalos são escancarados nas telas da TV, jornais e revistas que diuturnamente publicam inúmeras situações de subornos, propinas, mensalões, desvios ou outras notícias que demonstram, na verdade, falta de ética e para melhor definir, falta de vergonha na cara. 


O grau de envolvimento nestes escândalos passa por toda a hierarquia e todas as classes que se possa imaginar, ora é o ajudante, motoboy ou porteiro, ora é o pastor, o padre ou membro qualquer de uma igreja, ora é o vereador, o secretário ou o deputado, ora é o governador, o senador ou o ministro de Estado, nem o Presidente do País escapa, enfim, a situação é tão grave que parece que todos são corruptos, corruptores e corruptíveis. 


Difícil imaginar alguém que ainda não parou e pensou:"Acho que esse País não tem mais jeito! Já que todos fazem, também vou fazer!" 


Mas será que você também se acha um corrupto ou corruptível? Você se vê fazendo exatamente o que várias personalidades, que mesmo sendo remunerados para tanto e tendo a obrigação de preservar e bem empregar o dinheiro público, fazem quando assumem a atribuição de gerir os recursos públicos? 


Precisamos nos questionar a todo o momento. As ofertas de "vida mansa", de "vista grossa" em troca de uma "gordura" na conta bancária ou de uma viagem ao exterior paga às custas da morte daquele que, por desvio de dinheiro, ficou sem medicamentos ou assistência hospitalar, devem ser combatidas a todo instante, pois esta suposta vantagem está longe de representar o sucesso pessoal ou profissional de quem quer que seja. 


Cuidado, uma atitude sua para aumentar seu patrimônio em detrimento da miséria ou da desgraça alheia, pode ser a referência de valor que seu amigo, eleitor, chefe, subordinado, esposa ou filho terá amanhã, quando precisar te descartar e se fazer valer sobre você. 


Há um texto que gostaria de compartilhar com todos aqueles que sempre tiveram aversão a estas roubalheiras, para que possam recarregar sua "bateria" de modo a se manter firme neste propósito, bem como àqueles que se "acham" espertos o suficiente para levar vantagem em tudo, independentemente a que custo seja, para que reflitam sobre seus valores de modo a mudar suas atitudes. 


Texto: Só de Sacanagem


Autora: Elisa Lucinda 


Clique aqui e ouça o texto na interpretação de Ana Carolina. 


"Meu coração está aos pulos!


Quantas vezes minha esperança será posta a prova?


Por quantas provas terá ela que passar? 


Tudo isso que está aí no ar: malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu dinheiro,


do nosso dinheiro que reservamos duramente pra educar os meninos mais pobres que nós, pra cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais.


Esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais. 


Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta a prova?


Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais? 


É certo que tempos difíceis existem pra aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.


Meu coração tá no escuro. A luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e os justos que os precederam. 


'Não roubarás!', 'Devolva o lápis do coleguinha', 'Esse apontador não é seu, minha filha'. 


Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar! Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha visto falar,


e sobre o qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará! 


Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear!


Mais honesta ainda eu vou ficar! Só de sacanagem! 


Dirão: 'Deixe de ser boba! Desde Cabral que aqui todo mundo rouba!


E eu vou dizer: 'Não importa! Será esse o meu carnaval! Vou confiar mais e outra vez. 


Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos.' Vamo pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês.


Com o tempo, a gente consegue ser livre, ético e o escambal. 


Dirão: 'É inútil! Todo mundo aqui é corrupto desde o primeiro homem que veio de Portugal!' 


E eu direi: 'Não admito! Minha esperança é imortal. E eu repito, ouviram? Imortal!' 


Sei que não dá pra mudar o começo, mas, se a gente quiser, vai dar pra mudar o final!" 


Como dito anteriormente, todas as classes da sociedade fazem parte deste ambiente de corrupção, ou seja, de um jeito ou outro podemos considerar que, mesmo involuntariamente, fazemos parte disso. 


Por certo esta "sacanagem" precisa ser consubstanciada através de ações e atitudes que possam transformar este cenário. O que faz um infrator de ontem retornar ao comando de um município, estado ou da nação, pelos meios legais conhecido como eleição? 


Não podemos nos conformar. Este "câncer" deve ser extirpado da política e da Administração Pública de uma vez por todas. É através do voto, da fiscalização e da cobrança de ações voltadas ao bem comum, da manifestação contra a impunidade dos que praticam tais atos, de movimentos que buscam as mudanças legislativas imprescindíveis para fomentar o empreendedorismo, enfim, da organização da sociedade como um todo que poderemos realizar a construção de um país mais justo, equilibrado e próspero.



Sergio Ferreira Pantaleão é advogado, Administrador, responsável técnico pelo Guia Trabalhista e autor de obras na área trabalhista e Previdenciária.

Atualizado em 27/03/2017


Uma obra sobre a redução dos riscos trabalhistas e previdenciários de sua empresa. Obra inédita no Brasil! E mais... atualização garantida por 12 meses! Clique aqui para mais informações.

Telefones:
São Paulo: (11) 3957-3197
Rio de Janeiro: (21) 3500-1372
Belo Horizonte: (31) 3956-0442
Curitiba: (41) 3512-5836
Porto Alegre: (51) 3181-0355
Whatsapp: (14) 99824-9869 Fale conosco pelo Whatsapp

Nosso horário de atendimento telefônico/fax é: de segundas às sextas-feiras, das 09:00 às 11:45h e das 13:15 às 17:45h (horário do Sudeste do Brasil).

Em nossa Central de Atendimento ao Cliente você encontrará outras formas de contato.